Voltar a Home do Gerentes Gerentes - Adicione aos favoritos Siga: Gerentes no Facebook Gerentes no Twitter Gerentes no Linkedin Gerentes no Google Plus Cadastre-se no Gerentes Cadastre-se

O conteúdo desta página requer a nova versão do adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Compartilhe

seu nome:

seu e-mail:

nome do seu amigo:

e-mail do seu amigo:

Comentário:

Currículo on Demand: Seu Perfil ao Gosto do Cliente
Por Gladis Costa

08 de Maio de 2013

Em épocas difíceis achar um bom emprego é uma missão complexa. Para quem está empregado é mais fácil, porque você tem um grau de empregabilidade, seu passe tem valor, você pode e deve negociar bem uma eventual mudança pois tem o poder de decidir. A não ser que você esteja mesmo muito interessado em deixar a empresa, aí vale a equação “meia dúzia por seis”.
Em épocas difíceis achar um bom emprego é uma missão complexa. Para quem está empregado é mais fácil, porque você tem um grau de empregabilidade, seu passe tem valor, você pode e deve negociar bem uma eventual mudança pois tem o poder de decidir. A não ser que você esteja mesmo muito interessado em deixar a empresa, aí vale a equação “meia dúzia por seis”. É o caso daqueles que ganham bem, mas a vida profissional é um inferno, tem o pessoal que “puxa tapete”, tem o chefe cruz-credo, não existe um plano de carreira e praticamente pedem para que você deixe o cérebro e a criatividade em casa ao vir para o trabalho. Neste caso a mudança é o melhor caminho. Pelo bem da sua saúde e do relacionamento com sua família, mude e seja feliz!

Mas quero falar daqueles que estão buscando um lugar ao sol. E aí surgem dois problemas – você não se especializou, não se reciclou, ficou parado no tempo. Sem traumas, vá à luta e faça o dever de cas a, sempre é tempo. Existem várias formas de você se atualizar: é só listar alguns cursos, analisar o conteúdo, qualificação dos instrutores, custos (há vários gratuitos) e iniciar o processo de reciclagem. Não se esqueça de cultivar sua rede de contatos.

O outro lado da moeda é quando você é qualificado demais, bom mesmo. Tem vivência na área, faculdade de 1ª, linha, pós-graduação – não uma, mas duas, talvez um MBA, inglês de negócios, jamais dirá “The world is desabading” se cair uma tempestade durante a entrevista, conhece profundamente o mercado em que atua, mas por fatores adversos, está fora do mercado. Acontece. O caso é que para algumas empresas, esta experiência pode dar a entender que você é caro ou se você passou dos 40/45 anos, num país onde o conhecimento nem sempre é valorizado, pode dar a impressão de que você está desatualizado em relação aos acontecimentos – principalmente para quem trabalha em TI.

Profissionais maduros estão mais para Jurassic Park do que Campus Party. É preciso gerenciar esta percepção no momento da entrevista. Primeiro, você pode não ser tão caro assim. Segundo: você é um profissional antenado, não é? Tem uma rede ativa de relacionamentos, tem um perfil atualizado no LinkedIn, gerencia seus contatos, adiciona profissionais com quem você trabalhou e está ligado nas novidades da tecnologia. Networking não pode ser feito só quando a gente está sem trabalho, é um processo contínuo.

Então, o que fazer? Tirar as qualificações do currículo? Não, customizá-lo, talvez, listando apenas as habilidades necessárias para o cargo oferecido. É adaptar o conteúdo ao perfil que você está se candidatando. Fica mais fácil participar do processo. Conheço profissionais que tem um super-currículo e divulgam o mesmo perfil para todos os tipos de indústria e funções. Você é um profissional multifacetado, tem diversas especializações que devem ser apresentadas dando ênfase para determinados aspectos, dependendo do caso. Dá trabalho, mas vale a pena.

Nosso currículo é a soma de uma vida profissional, o retrato de uma carreira, mas a empresa talvez queira só um instantâneo de nossa trajetória, a parte que lhe interessa, mas não vamos esquecer que é nosso currículo e nossa vivência que nos fez chegar até a mesa do headhunter ou de alguém que está indicando você. É que as empresas precisam dos profissionais, mas talvez não tenham a verba necessária para um super expert, quando um expert acessível resolve o problema. Você pode não ganhar o que estava pretendendo, mas ao aceitar o trabalho, vai reconstruir sua carreira dentro da nova empresa e, através de seu empenho, queimar etapas, recuperar o tempo perdido e chegar lá no topo, onde você merece estar. Sucesso!

Compartilhe

Outros artigos de Gladis Costa

Nome:
E-mail:
COMENTÁRIO:
Maria Helena Postado em 20/05/2013
Nosso curriculum deve ter questões que respondam: Qual o trabalho que nos interessa ?, Onde os valores da empresa e os meus vão se cruzar? Quantas afinidades e ideais parecidos vou encontrar em meu superior imediato ? Se a maioria for o que espero , é o que procuro.

Nome:
E-mail:
RESPOSTA:
Maria Helena Postado em 16/05/2013
Olá , para que você fosse vísivel ao mercado de trabalho e acontecesse um chamado para entrevista , você acertou muito e encontraram sintonia entre o que você pensa e fala entre o que "eles" acreditam e querem fazer. Quando isto muda, melhor a gente mudar. Felicidades

Nome:
E-mail:
RESPOSTA:

+ Publicidade

Assine a NewsLetter do Gerentes e fique atualizado com o melhor conteúdo de Gestão da WEB

Fique atualizado!
Receba nossos artigos por e-mail!

Digite seu e-mail:

+ Ultimos Artigos

11/11/2013 - COMO REEQUILIBRAR O MERCADO...

05/11/2013 - Como Lidar com Tanta...

14/10/2013 - Que Futuro aguarda o...

14/10/2013 - Brasileiros made in China...

14/10/2013 - Festa de confraternização...

14/10/2013 - Começar a trabalhar...

14/10/2013 - Proxis Anuncia Nova Diretora...

26/09/2013 - O que influencia o comportamento...

23/09/2013 - Os Cinco T´s dos Eventos...

02/09/2013 - Assessoria de imprensa:...

22/08/2013 - Estamos em crise?...

02/08/2013 - Larguei emprego para...

28/06/2013 - Consumidor e Serviços...

22/06/2013 - Diga não ao derrotismo...

19/06/2013 - O capitalismo não é...

SOBRE NÓS

Acreditamos que com esses 2 elementos todo líder deve obter o sucesso mais rápido e mais consistente! E sua visita aqui é importante por isso. Nosso objetivo secundário é disseminar a discussão entre gestores de todos os segmentos, ouvir, criar e ainda assim ser um link entre você e sua carreira. Acreditamos no café do corredor, no bom humor, no almoço de negócios, feedbacks e reuniões que durem menos 15 minutos.