Voltar a Home do Gerentes Gerentes - Adicione aos favoritos Siga: Gerentes no Facebook Gerentes no Twitter Gerentes no Linkedin Gerentes no Google Plus Cadastre-se no Gerentes Cadastre-se

O conteúdo desta página requer a nova versão do adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Compartilhe

seu nome:

seu e-mail:

nome do seu amigo:

e-mail do seu amigo:

Comentário:

O Lugar da Média
Por Luciano Pires

20 de Novembro de 2012

O Facebook, como o Twitter, funcionam sob um velho dito: a mídia é o lugar da média. E “média” é irmã gêmea do "medíocre".
O Facebook, como o Twitter, funcionam sob um velho dito: a mídia é o lugar da média. E “média” é irmã gêmea do Em artigo recente falei da Vergonha Alheia como ferramenta para audiência, com as várias mídias apelando para mostrar indivíduos em situações de constrangimento como forma de atrair o maior número possível de ouvintes, telespectadores e leitores. E recebi comentários dizendo que “é assim mesmo”, com aquela postura conformada que é o principal mal do Brasil.

Fazendo uma experiência a respeito dessa atração pelo irrelevante, publiquei uma postagem numa das mídias que domino, o Facebook, perguntando:

- Por onde você começa a comer a coxinha? Pela parte pontuda ou pela parte grossa?

Em questão de minutos a postagem pegou fogo, recebendo centenas de curtidas, comentários e compartilhamentos, uma coisa de louco.

Esta semana fiz uma postagem seriíssima tratando do fim do blog do jornalista Fabio Pannunzio. Era um blog de caráter político no qual Pannunzio fazia uma série de denúncias dando nomes aos bois e demonstrando sua independência de pensamento: foi processado pela “esquerda”, pela “direita” e pelo “centro”. Tem que botar entre aspas, pois no Brasil esses conceitos são, digamos, fluidos...

O blog do Pannunzio era independente, sem patrocínios, e não estava hospedado em nenhum portal importante. Pannunzio estava só, e de uma hora para outra se viu diante de oito processos. Foi ganhando as causas, mas desmotivado com o tempo e dinheiro perdidos para se defender, preferiu calar a voz e tirou o blog do ar. Desistiu. Como muitos outros antes, foi impedido de forma indireta de praticar seu ofício. Comentei que isso é um tipo de censura não explícita que precisa ser conhecida, discutida e combatida. Botei uma foto do jornalista e fiz a postagem, cheio de esperança.

Tive 4 (quatro!) curtidas, 1 (um!) compartilhamento e 0 (nenhum!) comentários.

Tratasse do novo corte de cabelo do Ronaldo ou da bunda da Larissa Riquelme seriam centenas de curtidas, comentários e compartilhamentos.

Facebook, como o Twitter, funcionam sob um velho dito: a mídia é o lugar da média. E “média” é irmã gêmea do “medíocre”.

Isso explica muita coisa.

Compartilhe

Outros artigos de Luciano Pires

Nome:
E-mail:
COMENTÁRIO:

+ Publicidade

Assine a NewsLetter do Gerentes e fique atualizado com o melhor conteúdo de Gestão da WEB

Fique atualizado!
Receba nossos artigos por e-mail!

Digite seu e-mail:

+ Ultimos Artigos

11/11/2013 - COMO REEQUILIBRAR O MERCADO...

05/11/2013 - Como Lidar com Tanta...

14/10/2013 - Que Futuro aguarda o...

14/10/2013 - Brasileiros made in China...

14/10/2013 - Festa de confraternização...

14/10/2013 - Começar a trabalhar...

14/10/2013 - Proxis Anuncia Nova Diretora...

26/09/2013 - O que influencia o comportamento...

23/09/2013 - Os Cinco T´s dos Eventos...

02/09/2013 - Assessoria de imprensa:...

22/08/2013 - Estamos em crise?...

02/08/2013 - Larguei emprego para...

28/06/2013 - Consumidor e Serviços...

22/06/2013 - Diga não ao derrotismo...

19/06/2013 - O capitalismo não é...

SOBRE NÓS

Acreditamos que com esses 2 elementos todo líder deve obter o sucesso mais rápido e mais consistente! E sua visita aqui é importante por isso. Nosso objetivo secundário é disseminar a discussão entre gestores de todos os segmentos, ouvir, criar e ainda assim ser um link entre você e sua carreira. Acreditamos no café do corredor, no bom humor, no almoço de negócios, feedbacks e reuniões que durem menos 15 minutos.